4 Dicas para Emagrecer Depois da Gravidez

4 Dicas para Emagrecer Depois da Gravidez

Como Conseguir Emagrecer Depois da Gravidez? É Possível?

Acompanhe essas 4 DICAS e veja o que fazer…

Opa, tudo bem Mães?

Hoje eu resolvi passar aqui pra deixar 4 dicas bem legais pra você, de como você pode voltar ao corpo ideal depois da gravidez. Eu sei que essa questão de emagrecer, depois de ter um bebê, é uma questão que passa pela cabeça de todas as mães. Em 9 meses o seu corpo muda muito. Depois de ter filhos é normal que seu corpo mude de alguma forma e você deve estar se perguntando: “Quando é que eu vou voltar a ser eu mesma? Será que eu vou conseguir?”

Então eu andei pesquisando bastante sobre o assunto e depois de ver a minha cunhada sempre reclamando do seu corpo depois que teve a pequena Rafaelly, eu decidi postar aqui 4 dicas pra você que  tá passando pela mesma situação que ela ou conhece alguém que sofre pelo mesmo motivo, pode ser sua amiga, vizinha, enfim, você com certeza deve conhecer alguém que gostaria muito de volatar ao seu corpo normal depois da gravidaz.

DESCUBRA SEU PESO IDEAL CLICANDO AQUI

Compartilha o vídeo que pode ajudar outras pessoas também! Então, primeira dica que eu dou: dê tempo ao tempo. Ser uma mãe que acabou de ter um bebê já é muito estressante, quem tem um filho pequeno ou quem lembra ainda desse momento vai se relacionar com o que eu tô falando.

São muitas novidades, muito estresse! Tem a variação hormonal, quando a placenta sai, os nossos hormônios caem muito. Então, a gente pode até ficar em um quadro meio depressivo, momentâneo, por uma questão hormonal mesmo, fisiológica. E se você colocar mais um peso, mais uma cobrança do seu corpo nesse momento, só vai prejudicar pra você. Porque quando a gente tá muito estressado, a gente libera um hormônio chamado cortisol. E esse hormônio faz a gente – assim, de uma forma grosseira né, explicando mais facilmente pra entender – faz com que a gente queime massa muscular e acumule mais gordura. E principalmente na região abdominal, que é uma região que já foi ganhando muita massa gorda durante os 9 meses de gestação.

Então, além disso, esse primeiro momento que você tem com seu bebezinho, é um momento super importante na vida de vocês dois. É um momento que vocês vão criar um vínculo pra vida inteira, muito importante, é um momento que a mãe nasce. Então, o bebê já nasceu, né? A gente nasce enquanto mãe quando o bebê sai da barriga mesmo Então não se cobra tanto, se dê tempo ao tempo pra voltar ao seu peso. E aí eu vou pra dica dois: lembra que você levou 9 meses ganhando os quilos que você tenha ganho, enfim, durante a sua gestação? As vezes a gente se compara com algumas modelos, atrizes, celebridades, que em 15-20 dias, tiram foto com a barriga sarada mostrando “ah, como eu já emagreci, tô muito magra”! E o que a gente tem que pensar é: elas têm uma rede de apoio, elas precisam de ter o corpo super sarado, em forma, porque o corpo é um instrumento de trabalho. Eu nem tô criticando quem faz isso, mas a gente tem que pensar que são pessoas que tem uma rede de apoio muito grande.

Provavelmente tem personal, tem massagista pra ajudar a desinchar, tem cozinheira pra ter aquela comida toda certinha. Quem tem bebê pequeno sabe que as vezes fica sem comer. Que as mamadas às vezes são tão próximas umas das outras que as vezes você esquece de comer, ou quando você vai comer, a comida tá fria e não tá mais gostosa. Então, enfim, não é a mesma rede de apoio que a gente, mulher normal do dia a dia, tem. Então não queira perder todos os quilos que você levou 9 meses pra ganhar, em 20 dias.

Isso vai demorar um tempinho. E não quer dizer que você vai levar também 9 meses pra perder, pelo amor de Deus! Mas não se cobra tanto nesse começo. Terceira dica: amamentação, né? Pra quem consegue amamentar, porque eu sei também que pode ter uma certa pressão pra quem não consegue. Todo mundo sabe que amamentação é sensacional pra mulher e sensacional pro bebê. O leite materno é o alimento mais completo que existe pro bebê.

Então o ideal é que ele mame só leite da mãe durante os 6 primeiros meses e complementarmente, até os 2 anos de idade, pelo menos. Todo mundo sabe isso. Mas todo mundo sabe também que tem mulheres que não conseguem amamentar. Então a gente tem que ter respeito por essas mulheres que passam por isso, não conseguem ou não podem por questão de saúde. Se você tá no grupo dessa dádiva de poder amamentar, você já tá saindo na frente com relação a gasto calórico. Porque a produção do leite materno exige muitas calorias do nosso corpo, pra gente produzir esse leite a gente, queima muita gordura.

Inclusive durante a gestação, toda grávida, esteja a cima do peso, ou abaixo do peso, ou eutrófica, que é dentro do peso, tem que ganhar um mínimo de peso. Por que? O bebê tem que se desenvolver e a gente tem que guardar o que a gente chama de reserva pra lactação. O que me leva a esse ponto: a amamentação gasta muita caloria e muitas mulheres pensam assim: “Bom, o que eu vou fazer com relação a minha alimentação depois de ter bebê? Porque eu quero garantir que eu vou ter muito leite né, leite abundante pro meu filho, pra minha filha, pra crescer e se desenvolver”. E aí muitas mulheres acabam comendo umas coisas absurdas, canjica, tomando cerveja… Álcool é super contra indicado tá pessoal? Pra beber? Inclusive tem uma síndrome alcoólica que pode acontecer com o bebê que, cuja a mãe bebe bebida alcoólica, os neurônios ainda estão em formação.

Então, nem cerveja preta, nem cerveja branca, cerveja amarela e vinho, nada disso é indicado na amamentação. Mas então voltando, as pessoas pensam às vezes “que tipo de alimentação eu vou fazer”? E aí ficam com medo de fazer uma alimentação super restrita e o leite secar, que pode até acontecer. E as vezes caem pra um outro inverso que é: “eu vou continuar comendo as mesmas coisas que eu comia quando eu tava grávida”! O que é um erro também. Porque na verdade agora, você não tem aquela necessidade energética tão aumentada quanto você tinha antes. Então a dica que eu te dou é a seguinte: Pra garantir que você vai ter uma boa produção de leite e você vai conseguir emagrecer com essa produção e seu bebê engordar, maravilha né? A sua gordura passa pro seu bebê, uma gordura saudável né, e vai engordar o seu bebê. Então, primeira coisa que eu te falo: beba bastante água. A água é o que mais vai influenciar na sua produção de leite.

O ideal é que você beba um copo de água antes e depois de cada mamada, pra garantir que você vai tá sempre bem hidratada. Pode parecer absurdo muita coisa, mas você vai sentir a garganta arder de sede. Então, água, sempre que você puder. Se a água gelada tiver difícil, que as vezes as pessoas ficam com uma certa dificuldade, tenta uma água mais em temperatura ambiente, mais fisiológico, pra você ver se você aceita melhor.

A segunda dica que eu dou é: uma alimentação saudável e equilibrada. É muito importante que você saiba isso, que a alimentação tem que ser uma alimentação equilibrada com todos os grupos alimentares. Com carboidrato, com proteína, com gordura saudável, o carboidrato sempre de preferência de baixo índice glicêmico, pra que você tenha um prato equilibrado, completo, com todos os nutrientes que você precisa. Prioriza sempre os legumes, as frutas, as verduras, porque eles têm uma densidade calórica baixa, com muita fibra e muito volume, muita água, mas pouca energia.

Então eles vão ocupar muito espaço no seu estômago e vão fazer com que você coma menos. Com relação a amamentação eu também acho que uma dica super importante é falar que a pega direito da boquinha do neném no seio da mãe, influencia demais no resultado da amamentação, pra mãe e pro filho. Primeiro porque evita que o seio fique rachado, machucado e aí isso faz com que as pessoas as vezes parem de amamentar porque dói mesmo. E segundo porque quando o bebê abocanha direito a mama, a auréola inteira, não só o bico do seio, ele consegue acessar vários canais, dutos de leite diferentes e consegue de fato esvaziar a mama.

O primeiro leite que sai da sua mama, da mama de quem tá amamentando, é um leite mais rico em água, então ele serve pra hidratar o bebê. O leite do final daquela mamada é um leite mais rico em gordura, que vai fazer com seu bebê ganhe peso. Então é importante que o bebê abocanha direito a mama e que ele esvazie aquela mama antes de você oferecer na próxima mamada. Se você achar que o bebê não conseguiu esvaziar, na outra mamada você começa por essa, esvazia essa e só troca pro outro seio depois tá bom? E a quarta dica que eu dou é: tenta se manter ativa.

Eu sei que as vezes é difícil você fazer atividade física, entrar na academia, depois da liberação medica é claro, com um bebezinho muito pequeno. As vezes a gente fica muito sobressaltada em cuidar da casa, dar atenção pro marido, porque o marido ainda tá lá, ele precisa de atenção, não pode focar sempre no bebê. E também dar toda aquela atenção 24 horas, 7 dias por semana que o bebê exige.

Então às vezes ir pra academia é difícil. Então as dicas que eu te dou é: tenta se manter ativa. Pode ser andar mais, subir de escada, pode ser descer com seu bebê e caminhar com o carrinho. Pode ser quando ele tiver um pouquinho maior, entrar numa natação mamãe e bebê. Tem algumas séries de exercícios que você pode fazer em casa, poucos minutos por dia que também dão um resultado ótimo Então assim, tenta se manter ativa pra ativar o seu metabolismo Eu tenho certeza que com essas 4 dicas você vai voltar pro seu peso de antes da gravidez rapidinho.

Poderá ver o vídeo no youtube Aqui

Summary
Review Date
Reviewed Item
Opinião dos Leitores
Author Rating
51star1star1star1star1star
Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.